• Ali por onde passamos

São Paulo - roteiro de 2 dias

Atualizado: 22 de Set de 2020


Podemos dizer foram dois dias intensos. De muita caminhada, calor e água mineral. Para nossa primeira vez na Terra da Garoa, aproveitamos ao máximo o tempo que tínhamos. Organizamos direitinho e conseguimos conhecer alguns dos principais pontos turísticos da cidade. Vem com a gente?!

DIA 1

SESC AV. PAULISTA

Esse foi o local da nossa primeira parada. No Sesc está localizado o famoso mirante que atrai turistas todos os dias. Ele fica no 17° andar e proporciona uma visão de mais de 180 graus de São Paulo. Fomos em um domingo, chegamos meia hora antes do horário de abertura, e uma enorme fila já se formava. Por tanto, chegue cedo! A vista compensa, pode ter certeza.


Vista para a Av. Paulista


Um dos lados do mirante tem visão para um enorme grafite do Kobra. Uma linda homenagem para o mestre Niemeyer.


Grafite feito pelo Kobra, em homenagem a Niemeyer


Informações-Sesc Avenida Paulista

-Localização: Av. Paulista, 119.

-Horário de visitação: de terça a sábado, das 10 h às 22 h - domingo, das 10 h às 19 h.

-Entrada gratuita.



AV. PAULISTA

Já que estávamos na Paulista, fizemos aquele passeio tradicional de caminhar sem rumo pela avenida. Aproveitamos que ela estava bloqueada para carros (aos finais de semana é somente permitido transito de pedestres, bicicletas e patinetes) e andamos sem pressa por lá. Nossa dica é: observe o movimento, aprecie os artistas de rua e pare em algum café ou restaurante. Foi exatamente o que fizemos.


E claro, fomos até a frente do MASP, uma das mais importantes instituições culturais do país. Infelizmente não entramos, devido ao tempo cronometrado que tínhamos. Contudo, iremos deixar algumas informações sobre.


Foto clássica em frente ao MASP


Informações-MASP

-Horário de visitação: terça, das 10 h às 20 h - quarta a domingo, das 10 h às 18 h.

-Ingresso: R$40 - as terças, entrada gratuita.



EATALY

O Eataly é um centro gastronômico, o qual tem sua matriz na Itália e, que em 2015, inaugurou sua primeira unidade no Brasil. O local reúne o que há de melhor da gastronomia italiana. São mais de 8 mil produtos, 6 restaurantes, cafeterias, entre outros.


Variedade de produtos


Cada restaurante tem um tema, como por exemplo, pizzas, risotos e frutos do mar. Achamos os preços um tanto “salgados”, mas se você procura algum produto em especial, vale à pena. Clique aqui para ficar por dentro das novidades do Eataly e também para conhecer quais restaurantes você encontrará por lá.


Informações-Eataly

-Localização: Av. Presidente Juscelino Kubitschek, 1489.

-Horário de funcionamento: de domingo a quinta, das 8 h às 23 h - sextas e sábados: das 08 h às 24 h.



IBIRAPUERA

Ibira, como é carinhosamente chamado, é um dos parques mais famosos de São Paulo. Tombado pelo patrimônio histórico da cidade, o parque que foi inaugurado em 1954, conta com um grande público - são milhares de pessoas que o visitam todos os anos.


Tranquilidade no Ibirapuera


O Ibirapuera é imenso. Com 158 ha, ele reúne museus e uma enorme área verde. Durante nossa tarde por lá, fomos até o MAM (museu de arte moderna). O museu possui mais de 4000 obras em seu acervo, e é considerado um dos espaços mais bem cuidados do parque.


Museu de Arte Moderna


Apesar de termos ficado relativamente perdidos por lá (devido a sua extensão), nossa impressão do parque foi positiva. Achamos super bem cuidado e seguro. Conta com estrutura para atividades esportivas, apresentações culturais, restaurante (dentro do MAM) e lanchonetes.


Informações-MAM

-Acesso: Av. Pedro Álvares Cabral – Portão 3

-Horário de visitação: terças, domingos e feriados, das 10 h às 18 h (encerramento da bilheteria às 17 h 30). Fechado às segundas-feiras (inclusive feriados).

-Entrada gratuita.

Informações-Ibirapuera

Para conferir os diferentes portões de entrada e seus respectivos horários, clique aqui.


Qual sua impressão do Ibirapuera? Conta pra gente!



MUSEU DO IPIRANGA


Nosso dia turistando pelos pontos turísticos de São Paulo encerrou no Museu Paulista da Universidade de São Paulo - mais conhecido como Museu do Ipiranga. Conseguimos conhecer o entorno dele, pois o museu está fechado para reformas desde 2013. O seu interior guarda um acervo com mais de 150 mil itens, principalmente aqueles relacionados com o período da Independência do Brasil.


A previsão de reabertura do museu é para 2022, e como adoramos história, com certeza está em nossos planos ir conhecer.


Jardim do Museu do Ipiranga


Andando um pouco mais pelo jardim, chegamos até o Monumento à Independência. Ele fica localizado às margens do Riacho Ipiranga, lugar onde D. Pedro I proclamou a Independência do país em 1822.

O monumento foi inaugurado em 1922, e além de estátuas de personalidades vinculadas à Independência do Brasil, há uma pira que nunca se apaga. Em seu interior há uma cripta, construída para abrigar os restos mortais de D.Pedro I e também de suas duas esposas, Imperatriz D. Leopoldina e Imperatriz D. Amélia.


Monumento à Independência


Ficou com vontade de conhecer esse lugar repleto de história? Então já coloca em sua lista.


GASTRONOMIA


OLÍVIO BAR


Estão sentindo falta de restaurantes no roteiro? Pois então, para fechar o dia da melhor forma, fomos conhecer o Olívio Bar.


Ele fica localizado na Vila Madalena - um dos bairros mais boêmios de São Paulo - e é conhecido por preparar bebidas super diferentes. Experimentamos duas, uma leva o nome de “Wilson visita Olívio” e a outra, "Olívio O+" (adoramos a criatividade). De comidinhas, a casa serve petiscos, entradas, pratos principais e sobremesas. Gostamos muito do ambiente e da proposta do local.


DIA 2


Em nosso segundo dia começamos fazendo aquilo que mais gostamos - comendo. O lugar que escolhemos é um dos mais tradicionais da cidade. Se você pensou Mercado Municipal, acertou em cheio.


MERCADO PÚBLICO


Quem adivinha o que fomos provar por lá? Acertou quem disse: o clássico Sanduíche de mortadela. Ah, essa tava fácil, vai! O Restaurante escolhido para provarmos essa iguaria foi o Bar do Mané. Escolha certeira, pois ele é um dos mais famosos por lá.


Clássico Sanduíche de Mortadela

O lanche leva cerca de 300 gramas de mortadela da marca Ceratti, pedimos a opção com queijo que custou R$26 (há uma versão menor por R$23). Realmente ele faz jus a fama, é delicioso.


*O bar do Mané fica na Rua E, box 14, do Mercadão.


Infelizmente não conseguimos experimentar os bolinhos de bacalhau (famosos também), pois estávamos muito satisfeitos com o sanduíche. Uma desculpa para voltarmos, não acham?


Nem só de sanduíche vive o Mercado. Lá você também encontra uma variedade incrível de especiarias e frutas exóticas. É de se encantar com o colorido delas. O Mercadão, como é chamado, foi inaugurado em 1933, e ocupa um espaço de 12.600 metros quadrados de área (com mais de 290 boxes).


Variedade de frutas

Informações-Mercado Municipal

Localização: Rua Cantareira, 306 - Centro.

Horário de funcionamento: de segunda a sábado, das 06 h às 18 h - domingo, das 06 h às 16 h.



25 de março

Como o Mercado Público fica umas poucas quadras de uma das ruas mais famosas de SP, aproveitamos para ir bater perna por lá. E claro, fazer algumas comprinhas.



PINACOTECA

A uma curta distância do Mercadão (aproximadamente 2 km) está localizada a Pinacoteca. Inaugurada em 1905, ela é um dos principais museus de arte do Brasil e o mais antigo de São Paulo. Seu acervo, que no início contava com 26 pinturas, hoje contempla mais de 9 mil obras. Incluindo pinturas dos famosos, Tarsila do Amaral e Di Cavalcanti.


Arquitetura linda


Esse é um daqueles passeios em que você não vê o tempo passar. É de se encantar com as obras e arquitetura do local.

Informações-Pinacoteca

Localização: Praça da Luz, 2

Horário de funcionamento: de quarta a segunda, das 10 h às 18 h.

Ingresso: R$15 - sendo R$ 7,00 reais a meia-entrada para estudantes com carteirinha. Menores de 10 anos e maiores de 60 são isentos de pagamento. Aos sábados a entrada é gratuita para todos.



CATEDRAL DA SÉ

Com uma imponência de 111 m de comprimento e 46 m de largura, a Catedral começou a ser construída no ano de 1912, mas sua conclusão foi apenas em 1954. Uma outra curiosidade sobre o local, é o fato do marco zero da cidade de São Paulo estar localizado na Praça da Sé. Você sabia?


Catedral da Sé


Confesso que nos sentimos um tanto inseguros andando por lá. Foi o único lugar (que conhecemos) da cidade no qual tivemos receio de ficar. Apesar de tudo, a catedral é linda! Uma importante e histórica construção que merece ser visitada.



BAIRRO LIBERDADE

Um dos bairros mais turísticos da cidade, a Liberdade reúne a maior comunidade asiática do país.


Bairro Liberdade

Há muitos restaurantes e lojas de produtos típicos, com aquelas comidinhas diferentes que dá vontade de comprar tudo para experimentar.


Comprinhas

Aos finais de semana acontece uma feira de rua, então fica super movimentado por lá. Não deixe de conhecer esse lugar tão rico em cultura.


BECO DO BATMAN

O local que estávamos mais ansiosos para conhecer, fica localizado entre as ruas Medeiros de Albuquerque e Gonçalo Afonso, na Vila Madalena.

O Beco é uma galeria de arte a céu aberto, que encanta com o colorido dos grafites. Fomos até lá de Uber, mas há estações de metrô (Fradique Coutinho - linha amarela / Vila Madalena - linha verde) que deixam próximo ao Beco (20 min de caminhada).


Beco do Batman


Uma curiosidade sobre o Beco do Batman é em relação a origem do nome. Reza a lenda que nos anos 80, um desenho do Batman apareceu misteriosamente em uma das paredes do beco. A partir daí, o nome "pegou", e hoje o lugar é visitado por inúmeros turistas. Você pode andar tranquilamente por lá, pois o local é fechado para carros.


Arte no Beco do Batman

Acreditamos que uma boa definição para a arte urbana seria: transformadora. Nesse caso, deixando os lugares mais alegres e coloridos. Ah... e de tempos em tempos os grafites das paredes do Beco são trocadas.

O que acharam desse roteiro? Claro que faltaram vários lugares legais, mas já adianto que eles estão na lista para uma próxima ida a SP.

Para encerrar o post, queremos falar sobre um ponto bem importante: o transporte.

Nessa viagem utilizamos de tudo um pouco: Uber, metrô, ônibus e nosso pezinhos rsrsrs. Todos funcionam muito bem por lá.


Segue a dica de um aplicativo que nos ajudou muito nesses dois dias.

Moovit: Nele você coloca a localização que pretende ir e ele te mostra qual meio de transporte você precisa pegar, seja ele metrô ou ônibus. Ah, ele ainda traça toda a rota, e te avisa quando está na hora de desembarcar. É muito prático!


Precisando locar um veículo? Acesse nosso link e confira as opções da Rentcars.

Até a próxima ❤